Faça uma visita

Câmara Legislativa do DF 3º Andar Gabinete 15

(61) 3348-8150

Nossa equipe está pronta para te atender.

Segunda a Sexta

Nosso gabinete abre as portas a partir das 9h.

Daniel Donizet cria projeto de lei para que haja descarte consciente de bicicletas

Propositura tem como objetivo o reaproveitamento solidário de bicicletas que deverão ser doadas para pessoas carentes

A bicicleta é considerada por muitos um excelente meio de transporte. Faz bem para saúde e também para o meio ambiente porque não há a emissão de gases poluentes.

O mercado desenvolve modelos novos e mais atraentes de forma frequente. E os apaixonados pelas bikes trocam de bicicleta mesmo tendo uma que ainda está em boas condições. E aí vem a pergunta: o que fazer com aquela que vai ficar parada em casa? Deixá-la enferrujando em qualquer lugar ou descartá-la na rua não são as melhores opções.

Às vezes, a bike antiga não é mais útil para quem compra uma nova, mas ainda pode ser proveitosa para outras pessoas. Nesse sentido, o deputado Daniel Donizet, depois de ser procurado por ciclistas ligados a essa causa, criou o Projeto de Lei 319/2019. A matéria trata da possibilidade de serem criados no Distrito Federal pontos de descarte consciente e solidário de bicicletas.

Ficaria a cargo do poder público criar esses locais, que se chamariam ecopontos. As bicicletas que forem descartadas, deverão ser destinadas a associações de ciclistas sediadas no Distrito Federal ou para Organizações Não Governamentais de ciclistas ou de reciclagem, mediante convênio a ser realizado com o poder público. “Nossa ideia é promover o descarte consciente e solidário com o objetivo restaurar e montar novas bicicletas, trabalho que será feito por mecânicos profissionais e de oficinas especializadas”, explicou o deputado Daniel Donizet.

As associações ou ONGs ficariam com a responsabilidade de restaurar as bicicletas e, posteriormente, fazer a doação da bike para pessoas comprovadamente carentes. Inclusive o PL 319/2019 prevê montagens adaptadas que atendam às pessoas com deficiência. No caso em que a restauração não seja possível, a bicicleta e as peças deverão ser incineradas em fornos industriais.

Além das bicicletas, poderão ser descartados nos ecopontos patins, skates e cadeiras de rodas. Uma iniciativa semelhante já vem sendo realizada na cidade de Santos, em São Paulo, onde foi implementado o projeto “Bicicleta Velha, Bota para Rodar”. Foram criados ecopontos em vários bairros onde os descartes ocorrem de forma consciente e as bicicletas restauradas são doadas para quem necessita.

Dica:

Para manter a bicicleta em boas condições alguns cuidados são necessários como não deixar a bike exposta à chuva para não estragar a estrutura de metal, fazer a manutenção dos freios e dos pneus e sempre manter a correia lubrificada.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin